Supercentrífugas

Compartilhar

As Supercentrífugas RIERA NADEU (Espanha) são de eixo vertical e podem operar como “separadoras” ou “clarificadoras”:

Operando como “separadoras”, a mistura de 2 líquidos não miscíveis contendo sólidos em suspensão mais densos que os líquidos, entra pela parte inferior do rotor. O rotor gira a 15.000 rpm e gera uma força centrífuga de mais de 13.000 “G”, separando ambos os líquidos, de acordo com as respectivas densidades, em capas cilíndricas concêntricas e os sólidos se depositam contra a parede do rotor. Os líquidos são separados de forma contínua, sendo descarregados pelas portas de saída no topo do rotor. Quando o rotor fica cheio pelos sólidos, se faz necessário parar a máquina e retirar estes sólidos mediante uma fácil e rápida limpeza do rotor.

Operando como “clarificadoras”, os sólidos mais densos que um único líquido são acumulados no rotor, sendo que o líquido é descarregado por uma única porta de saída e os sólidos conforme acima explicado para as “separadoras”.

Instalação sem fundações, fácil acesso e limpeza, “cabeça giratória” para facilitar a extração do rotor. Disponíveis com serpentinas para aquecer ou refrigerar, e coletores especiais para produtos viscosos.

Capacidades:

  • Vazão: até 4.500 L/H
  • Força centrífuga: de 13.200 à 15.600 “G”
  • Volume dos rotores: até 9 L.
  • Capacidade dos rotores p/ reter sólidos: até 5 L.

Principais aplicações:

  • Produtos biotecnológicos
  • Produtos farmacêuticos
  • Fracionamento de sangue humano e animal
  • Separação de vírus e bactérias ou concentração bacteriana
  • Purificação de diversos tipos de óleos (Diesel, lubrificantes, de transformadores, de laminadores, de corte, etc.)
  • Clarificação de soda, gomas, vinhos, gorduras, suco de frutas, manteiga de cacau, chocolate, concentração de óleos essenciais, etc.
  • Adesivos
  • Tintas para impressão